domingo, julho 25, 2004

!
O INESPERADO AS VEZES DEVE SER ESPERADO


' "FELIZ" COMO UM PINTO NO LIXO '
By Joe Cocker 


Tava na casa do Baygon, mas não estava me sentindo muito bem não. Dor de cabeça, tontura. Sei lá. Coisa estranha. Vim pra casa e já estava quase dormindo quando o telefone toca. Pra minha super surpresa, é uma amiga que não via a mais de um ano, acho que fazia um ano e meio, no mínimo. Puxa fiquei super feliz ao saber que ela lembrava de minha existência (ao menos alguém), e pra aumentar, ela diz que estava em casa e pediu se eu pudia ir la na casa dela. Ela morava pertinho da minha casa, a mae dela ainda mora. Apesar de estar feliz com a presença dela, pensei em não ir, pois eu não me econtrava (ainda não me encontro) muito bem, mas pensei bem, mais de ano sem ve-la e vai saber quando iria ve-la again. Então eu fui.
Fui pra casa dela, coisa estranha, eu fazer aquele caminho que sempre fizera quase dois anos depois. Chegando lá, pouca coisa mudou, ela estava no chuveiro e cantarolando músicas populares (de gosto duvidoso eu diria). Sofa, fim de jogo do Brasil, ela aparece linda como de costume, com seu bom e velho cabelo curtinho, seus olhos claros sempre brilhantes.

Puxa, ela não mudou nada. Só a sua vida que mudou pra burro. Cidade grande é outra coisa.

A gente conversou aos montes. Puxa quanta coisa pra se falar.. resolvemos ir até a lanchonete, saimos da casa dela abraçados, tava muuuuuuito frio. Chegamos la, mais lanches, mais conversas, vidas amorosas, brigas, amigos, bla bla bla.. foi muito bom.... Ela é muito simpática. Comemos e fomos pra casa dela novamente. E novamente abraçados, frio muito frio. Voltamos pra casa dela, a mae dela tinha saido. Entrei como de costume, sentamos no sofá e mais conversa rolou enquanto viamos televisão. Até uma pequena massagem em suas costas eu fiz.

Rever os amigos que se distânciaram é muito bom, faz a gente sorrir um pouco. Ser lembrado por eles é melhor ainda
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home