sábado, fevereiro 19, 2005

!
FELIZ COMO UM PINTO NO LIXO II
Antes de mais nada, feliz como um pinto no lixo é como Joe Cocker respondeu a John Belushi para mostrar o quão feliz estava. Outro dia conto essa história.

Ontem foi o dia que eu esperava a pelo menos uns três anos. Expliquemos:

André e eu nos conhecemos a mais ou menos uns três anos dentro do cinema. A fila da pipoca estava lotada de gente e o filme bem próximo de começar. Nessa mesma época estava na moda aquele papo de Anthrax [Nos encontramos na fila da pipoca mas não nos conhecíamos, tínhamos um amigo em comum, o Robson (Mr_Satch)] e instintivamente eu comecei a falar alto, pipoca estragada, pipoca com Anthrax, e logo em seguida, André começa a fazer o mesmo. A química foi instantânea. Ficamos lá falando alto até chegar a nossa vez de comprar a pipoca e correr para as cadeiras e assistir o filme (não pergunte o nome do filme, eu não consigo me lembrar, talvez André se lembre).

Começou aí nossa amizade, a partir de uma brincadeira no cinema. Pouquíssimo tempo depois, conversando via irc, descobrimos que nossos pais foram amigos de infância. E que vai mais além disso, os BonaTTos tem uma dívida de sangue com os Margotos pois quando meu pai era moleque (por volta de 14 anos) caiu de uma ponte de aproximadamente uns 8,5metros. E em São Zenon a única pessoa que tinha um carro para poder socorrer o meu pai era o Senhor Domingos Margoto.

Tenho pensado em fazer nossos pais se re-encontrarem já tem algum tempo. Sempre tive essa vontade, os dois não se viam de verdade a uns 6 ou 7 anos. Tentamos fazer esse encontro domingo passado no churrasco na roça do Scooby, mas como meu pai não pode ir, o encontro foi adiado mais uma vez.

Mas eis que ontem o dia chegou. No domingo do churrasco, a tarde eu estava na casa do André conversando resolvemos fazer uma moqueca de robalo para sábado e que meu pai teria que ir de qualquer forma. Confirmei com meu pai e ele aceitou. Dias antes André me pergunta se era possível transferirmos a moquecada para a sexta à noite. E como não tinha problema com a data, foi marcado.

CHegamos na casa do André por volta de 19h40min. Quando nossos pais se encontraram, pude reparar no olhar deles que eles estavam muito felizes com aquilo. E eu mais ainda. Sou muito saudosista e prezo muito a amizade. Sou do tipo de pessoa que quando gosta de um amigo, gosta de verdade. E ao ver a satisfação dos dois, fiquei muito satisfeito também.

FIquei extremamente feliz, não tenho como medir e nem explicar minha felicidade em ver os velhos juntos conversando.

A moqueca estava excelente, a cerveja estava gelada, o bolo da tia Margoto estava divino. Ah, a Coca-cola também estava muito gelada.


Só Faltou dizer que estavam presentes, além dos Margotos e os Bonattos, estavam lá o Caliman e o Costeletas Alcure que chegou um pouquinho mais tarde.
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home