segunda-feira, agosto 01, 2005

!
CULTURA DE BOTEQUIM I

A um bom tempo tenho essa idéia de ´coluna´ aqui pro blog. A idéia é mostrar alguns comentários e discussões que você só presencia quanto os atores dessas discussões estão alcoolizados. Essa que eu vou escrever é curtinha e aconteceu quando eu estava esperando o ônibus para a feirinha.

Estava eu sentado, tranqüilamente esperando o ônibus, quando aparece de repente uma pessoa com postura meio duvidosa. Não pensem que eu estou sendo preconceituoso, vocês vão entender.

Do nada, ouço ela gritando alguma coisa que não consigo entender, pois seu grau alcoólico estava um pouco, pra não dizer muito, alterado. Quando o ônibus chega, ela se aproxima e ainda esbravejando, eu só consigo ouvir algo parecido com "não sei o que lá duas órgão reprodutor feminino". Na verdade ela não diz órgão reprodutor feminino, ela diz o nome genérico.

Entro no bus e a mulher olha prum cara que está a sua direita e diz: "Mulher, pra ser mais mulher que eu, tem que ter duas b*c3t4s. E homem, pra ser mais homem que você, tem que ter dois c4r4lh0s, né??"

Não satisfeita, ela olha pra outra pessoa e repete a mesma frase, com um volume vocal mais alto. E vai repetindo essa frase algumas vezes. Até que olha pra mim, e, quando ia começar a falar novamente, eu fingi que não estava vendo e ela parou por um estante até ver outra pessoa e repetir a frase.

Ao final, ela olha pro trocador e diz: "E quer saber?? Eu vo pro IATE beber todas e vo me acabar". Se acabar mais??? Na minha concepção, ela já está acabada a tempos.
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home