sexta-feira, dezembro 15, 2006

!
COLATINA: Cidade Pequena, Problema grande

Enquanto esperava, ansiosamente, pelo meu atendimento no laboratório (onde fui fazer exames de sangue, mas isso não importa) fiquei conversando com uma enfermeira que estava grávida (também não é importante isso) e também esperava pelo antendimento.

Ela disse que veio do Rio de Janeiro pra cá, Colatina, por causa de um programa do governo sobre prevenção de doenças. Infelizmente não me lembro o nome do programa. Ela contava que a área de atuação dela era em Vila Lenira, bairro semi-nobre aqui do inferno e alguns bairros adjacentes, não tão nobres ou nada nobres. Dizia ser um trabalho muito interessante, mas ficou um pouco assustada com a receptividade do povo com relação a isso. Contou-me que o povo fica olhando meio de banda e não tem muita paciência. A não ser quando a água bate na bunda e as pessoas vem como um cordeirinho pedindo ajuda. Mas que apesar disso tudo ela gostava do que fazia e também gostava da cidade.

Entre nossas conversas ela me disse que nossa cidade estava de parabéns, pois o serviço de saúde daqui era melhor do que muitos lugares que ela conhece no Rio. Ela disse ainda que, fora os hospitais particulares onde o atendimento é pra lá de excelente, a saúde no estado do Rio, principalmente na capital, era deplorável. Mas ela deixou claro que aqui está longe do ideal.

Outra coisa que a deixou boquiaberta foi o alto grau de prostituição da nossa cidade. Prostituição infantil, inclusive. Ela riu quando descobriu que existe um "bairro" só com casas noturnas aqui. Inclusive algumas dessas casas são bem interessantes, já outras.... Ela me contou um caso de uma menina de 16 anos que era virgem mas estava pensando em perdê-la porque um cara a ofereceu uma bagatela de 800,00 pela perseguida 0 km. Não era de família pobre, tinha tudo mas o deslumbramento do dinheiro fez a garotinha balançar. Essa enfermeira sugeriu que ela não fizesse isso, mas não acha que a garota aceitou seu conselho.

Por final e mais grave, ela me contou que Colatina está com um alto grau de pessoas portadoras de HIV. Confirmou que Barra de São Francisco é um dos maiores do estado mas que Colatina pelo andar da carruagem não vai ficar longe por muito tempo. No último senso realizado por eles, constataram um aumento de quase 100% de um ano para o outro e que esse ano, infelizmente, eles não estavam muito esperançosos.

Ela disse conhecer muitas meninas, lindas e perfeitas, mas que estão com a doença e que normalmente a adquirem por que seus parceiros não gostam de usar camisinha. O maior problema por ela encontrado nem são com os mais jovens e sim com os mais velhos. As pessoas têm aquela visão de que essas coisas só acontecem com os outros e não se preocupam muito com proteção.

Colatina já está ficando assim. Cidade pequena com problemas de cidade grande. Saúde, educação, segurança. Vamos ver onde vamos parar.
¡
!
PS: post postado (D´oh) por mim no Volume Qua4tro no final de novembro
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home