sexta-feira, dezembro 01, 2006

Pela despopularização da Internet (e outras divagações)

O maior problema da Internet brasileira são as pessoas que a usam.

Sim, uma ferramenta que tinha tudo pra disseminar o conhecimento e promover grandes debates sobre assuntos interessantes acabou virando um antro de imbecis. Se você navegar um pouco por aí vai perceber que praticamente nada presta na Internet. Perceberá que existem 843847345789334 sites pra visitar, mas acaba sempre entrando em uns 4 ou 5, no máximo. Os fóruns e o Orkut (este mais ainda, disparado) foram tomados por uma horda de retardados, que não satisfeitos em entrarem em comunidades mongóis (tipo "EU RESPIRO", "EU ODEIO FALSIDADE E HIPOCRISIA ou "EU ODEIO ACORDAR CEDO"), agora resolveram dar suas opiniões idiotas por aí. Essas pessoas são as mesmas que ontem estavam no BATE-PAPO UOL, perguntando se o GATINHO SARADO RJ 18 queria TC. São as mesmas que criam fotologs (ego-logs) pra mostrar como são bonitas e populares. Pessoas sem conteúdo, que infestam a Internet, se aproveitando que é um espaço público pra serem retardadas por aí, sem nenhuma punição.




Brasileiro é analfabeto funcional. Lê, lê, mas não entende nada do que leu. Não sabe interpretar. Ninguém sabe diferenciar um texto sério de um texto de humor. Ninguém sabe o que é uma ironia. Ninguêm lê um texto grande, porque... é grande. Ninguém lê um texto sem imagens, porque... não tem imagens.

Sugiro que se crie um VESTIBULAR para se poder usar a Internet. Sim, para ver se a pessoa está apta a sair opinando por aí. A primeira pergunta seria: POR QUE DIABOS você quer usar a Internet? Quem responder "pra criar um fotolog", "pra entrar no orkut" ou "pra TC no bate-papo uol" estará eliminado, automaticamente.

Muitos reclamam da programação (ruim) da TV brasileira. Mas é preciso refletir: o problema é da programação ou é do próprio povo brasileiro? A TV mostra o que o povo quer ver, apenas. O objetivo dos canais de TV é um alto ibope, e as emissoras só conseguem isso exibindo programas de interesse do povão. Se o povão demandasse programas educativos, inteligentes, seria isso que passaria na TV. Mas não é isso que o povo quer. O povo quer putaria, tragédia, escapar da realidade (novelas) e invejar a vida das celebridades, assistindo Faustão, TV Fama e por aí vai. Se as emissoras fossem obrigadas a produzir programas instrutivos, o ibope desapareceria. Não é isso que o povo quer, não adianta forçar.

O problema do brasileiro não é falta de acesso à leitura, não. Brasileiro NÃO QUER ler, mesmo. NÃO QUER aprender a interpretar textos, não quer se informar. O povo brasileiro faz QUESTÃO de ser ignorante.

Mas, estranhamente, brasileiro adora dar opinião. Bem, não exatamente opinião... adora dar pitaco. Porque quando eu digo opinião, eu respeito a palavra. Não me refiro a abrir a boca pra falar qualquer coisa não. Opinar é diferente de abrir a boca. Opinar não é dizer que AMA MT O SEU MIGUXO ou que o MENGAUM EH O MELHOR TIME DO MUNDO. Opinar é saber se expressar, com coerência, com argumentos. Opinar é usar a lógica, o raciocínio.

Somos um povo formado por pessoas com pseudo-opiniões. Todo mundo opina sobre tudo, mas ninguém sabe 1% sobre o assunto que está falando. Brasileiro gosta de falar (não importa o que) e odeia ouvir. Ouvir é chato; a sensação que me dá é que brasileiro quando está na posição de ouvinte fica impaciente, ansioso, e acaba não absorvendo nada do que ouve, esperando ardentemente a sua vez de falar qualquer bobagem.

Não vou recorrer ao velho ditado de que se temos uma boca e dois ouvidos, devíamos ouvir mais do que falar, mas me permito fazer a seguinte observação: quando você fala, você não aprende nada, apenas exterioriza o que já sabe; quando você escuta, pode vir a aprender algo novo, que você não sabe. E então por que diabos gostamos tanto de falar?

Simples: porque brasileiro PRECISA de atenção. PRECISA ser notado.

Créditos: Faz Sentido

Relembrando de um post antigo meu aqui, que me fez chorar de rir, resolvi procurar again a foto e vejam:







Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home