terça-feira, novembro 04, 2008

!
O MELHOR E O PIOR DA F1 ESSE ANO

Já que o blog está em clima de Formula 1. Resolvi postar minha impressão sobre o Grande Prêmio Brasil de Formula 1.

Eu também acho que tenha sido a melhor final de campeonato de todos os tempos (ao menos a melhor final que eu tenha visto), porém, não achei a corrida tão boa assim não. Tirando, realmente, as últimas voltas, a corrida me pareceu um pouco chata. Sem grandes emoções.

Domingo à tarde e ontem durante todo o dia ouvi muita gente dizer que o GLOCK entregou a posição ao Hamilton. Que o favoreceu e que até foi comprado. Em minha opinião, isso é a maior bobagem que um ser humano possa pensar. Vamos aos fatos: Estavam todos com pneu de pista molhada (pneus intermediários). A chuva apertou bastante no final da corrida. Se o Glock tivesse entrado na hora que todo mundo foi trocar os pneus, Hamilton já estaria em 5º lugar e nenhuma suspeita sobre o coitado teria acontecido. Glock arriscou não trocar os pneus pra ver se conseguia somar alguns pontos. Até conseguiu, terminou em 8º. Mas se a chuva não aperta no finalzinho, ele teria chegado em quarto e marcado bem mais pontos.

Outra coisa que tem que ser levado em consideração é onde a ultrapassagem aconteceu. Foi na subida, logo após a curva da junção. Pela televisão não da pra ter uma idéia, mas aquele ponto ali é um morro. E muito alto. Fica um pouco complicado um carro da Toyota, com pista molhada, pneu de pista seca, de morro acima, segurar uma McLaren.

Voltando à corrida, como eu disse, achei a corrida um pouco chata, mas teve, além do final, seus momentos interessantes sim.

Uma coisa que eu queria sugerir aos leitores do blog é vocês escolherem 3 surpresas e 3 decepções do campeonato.

Surpresas:
- Vettel: Ele mostrou que tem personalidade forte. Tem uma grande habilidade em corridas na chuva. Aparentemente não sente a pressão de outros pilotos (mesmo que esses outros estejam numa equipe melhor que a dele).

- Toro Rosso: Mesmo com recurso limitado, conseguiu fazer uma proeza esse ano e terminou o campeonato com muitos mais pontos que a equipe "mãe".

- Fernando Alonso: Pegou uma Renault perdida, barca furada, e no final do campeonato mostrou que não foi à toa que chegou ao bi-campeonato mundial. Fez um grande milagre na equipe dando um salto gigantesco com relação ao início do campeonato.

Decepções:
- Nelsinho Piquet: Chegou com status de grande piloto, impulsionado pela Rede Globo. Apanhou muito na metade do primeiro campeonato dizendo que não conhecia as pistas direito (mas todo piloto estreante não conhece as pistas direito). Em minha opinião, deu desculpas demais e pilotou de menos. Mas teve algumas boas atuações.

- David Coulthard: O "boa praça" da formula 1 esse ano, me parece ter pedido a noção das coisas. Praticamente bateu em todo mundo que tentou ultrapassá-lo esse ano.

- Red Bull: A equipe mãe, com todo dinheiro do Dietrich, viu sua filhota sumir em sua frente. Esperava muito mais da Red Bull.
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



0 Comments:

Postar um comentário

<< Home