quarta-feira, junho 30, 2010

QUANDO A MERDA DÁ MERDA

!
Há alguns dias atrás fui para o "interior" do estado a fim de fazer um curso do programa de RH/Folha de Pagamento aqui da empresa. Como um colega de trabalho não pode ir por problemas de saúde, não pude alugar um carro e acabei indo de ônibus.

Acordo de madrugada, me arrumo, pego as coisas e sigo pra rodoviária. Chegando lá, faltando 5min para a saída do ônibus senti uns movimentos, internos, estranhos. Corri para o banheiro e para meu desespero não pude usá-lo pois estava sendo limpo.

Volto em direção ao ônibus, faço o meu "check-in" e vou para minha cadeira. Sempre que entro num ônibus tento pegar no sono o mais rápido possível para que o tédio da viagem seja encurtado em algumas dezenas de minutos. Neste caso em específico eu ganharia mais do que esses preciosos minutos, ganharia também a tranqüilidade de não sentir os movimentos internos.

A viagem correu perfeitamente tranqüila. Chegando perto do Trevo de João Neiva comecei a me sentir mal, muito mal. Quando o ônibus finalmente parou na rodoviária saí correndo para o banheiro.

O banheiro estava muito limpinho, um brinco. Acho que nunca vi um banheiro de rodoviária tão caprichado na minha vida. Mas esse não é o ponto.

Vomitei e caguei o banheiro todo. Nunca tinha me acontecido algo desse tipo, passar mal em viagem assim. Não sei se foi o leite que tomei pela manhã antes de sair. Sinceramente não sei. A título de curiosidade, foi um Top 5 fácilmente.

Depois de re-estabelecido (com ou sem hífen?) fui saindo lentamente do banheiro como se algo de muito ruim estaria para acontecer. E aconteceu. Quando olhei para fora, NENHUM ônibus mais na Rodoviária. Nenhum!!

FUDEU NEGAO! Nada mais passa na sua mente a não ser Fudeu Negão. Calmamente fui em direção à cabine da Águia Branca, comprei a próxima passagem para meu destino. Expliquei do acontecido, e comovido os rapazes la estavam tentando fazer contato com Fundão para conseguir reaver minha bagagem. Ops, não falei?

Pois é!!! Na minha pressa, peguei o notebook que estava no colo e esqueci a bolsa com minhas roupas dentro do ônibus. Para piorar a situação, como vocês perceberam, a bagagem não estava no porta bagagem.

Então, passando mal, sem ônibus, sem bolsa e atrasado para o treinamento...

Depois de muito tempo conseguiram falar com Fundão e minha bagagem seria resgatada assim que o ônibus passasse por la. Nesse meio tempo, fui tomar uma água. Pensei em comer alguma coisa mas preferi não abusar da sorte (sorte essa que já estava a me acompanhar).

Ligo para o Diorge e explico a situação, dizendo que iria atrasar, bla bla bla.


Volto para o guichê e tenho mais uma ótima notícia: O ônibus não parou em fundão. Fudeu Negão mais uma vez. Próxima parada praticamente só na rodoviária de Vitória. Aí já era minha bagagem, algum "malaco" iria se aproveitar dela. Não tinha muita coisa dentro da bolsa, mas tudo o que tinha dentro dela é minha.

Liguei para o Diorge novamente, expliquei a mudança dos planos. Pedi que ele seguisse pra rodoviária e ficasse esperando na porta do ônibus para que, quem sabe, pudéssemos ter minha bolsa. O rapaz do guichê ligou para a rodoviária e explicou o acontecido. Enquanto isso meu novo ônibus já estava atrasado em 20 min.

Dez minutos depois embarco no novo ônibus e sigo viagem. Não consegui tirar um cochilo sequer. Chegando perto do meu destino, liga Diorge dizendo que não tinha conseguido recuperar minha bolsa...

Segundos depois ele começa a gargalhar dizendo que estava com ele :P

Ao menos uma coisa boa tinha que ter acontecido nessa história.

Seguimos para o lugar do curso e de resto foi tudo normal :)
¡

Antigo postem no outro mais acima :P



7 Comments:

Blogger BonaTTo said...

teste de post do blogger!

9:02 AM  
Blogger bonna, generval v. said...

q merda hein!

melhor do que ter de limpar a bunda cagada com mão molhada em balde "comunitário" que todos os usuários do banheiro estavam usando para se lavar pois a rodoviária estava sem água. depois procurar um chafariz na cidade para poder lavar a mão pelo menos com "água limpa". e isso pq nem falei q estava na cidade errada pq meu ônibus tinha atropelado uma bicicleta estacionada e furado o pneu e por isso perdi outro ônibus que iria fazer baldeação e tive de esperar 2h numa cidade desabitada até um ônibus que me atendesse e eu pudesse seguir meu caminho e finalmente me lavar descentemente. TOP 1 sem sombra de dúvida!!

11:24 AM  
Blogger bonna, generval v. said...

e claro, detalhe básico: não tinha água nem papel... mas meu nível de aperto era tanto que até ignorei q já tinha 5kg de merda dentro do vaso que usei, por isso nem olhei se existia papel no recinto.

11:26 AM  
Blogger BonaTTo said...

Só há uma coisa a dizer: Que Merda!

1:09 PM  
Anonymous Marina Thebaldi said...

Poutz! Parece mentira!

5:56 PM  
Blogger Robson Calefi said...

Acho que meu momento de maior tensão fecal foi no aeroporto de Guarulhos em 2009. Colicas intestinais terríveis a 5 minutos do final do embarque. Embarquei no vaso sanitário limpíssimo de onde dava pra ouvir a última chamada. Por sorte deu tempo, mas a viagem foi meio tensa.

Bonna, por favor, me lembre de usar luvas cirurgicas sempre que te comprimentar :)

6:05 PM  
Anonymous Nelim said...

Cara... o que era mais importante vc salvou: O NOTEBOOK E AS CALÇAS!!! =)

PS: Pq não pegou o possante do seu pai ou o do seu irmão (o qual vc é co-proprietário, até onde eu sei) para fazer a viagem?

10:53 AM  

Postar um comentário

<< Home