quinta-feira, julho 22, 2010

SEM CENSURA

Marina outro dia perguntou se eu conhecia o programa Sem Censura e se tinha alguma opinião a respeito, então mandei o seguinte e-mail pra ela:

Lembro do Sem Censura desde meados de 1997 porque soube que haveria uma entrevista com o vocalista dos Engenheiros do Hawaii Humberto Gessinger e acabei ficando fã da Leda Nagle. Nem sabia da existência desse programa até então.

A primeira coisa que reparei foi que as entrevistas não são engessadas, previsíveis, obvias ou forçadas, tudo flui muito naturalmente como se fosse uma conversar informal entre amigos. A dinâmica que ela põe no programa é muito legal. A forma que os entrevistados se dispõem ajuda muito no ambiente do programa.

Fico impressionado que independente do entrevistado, a apresentadora esta sempre muito bem preparada para a conversa, sem contar que sempre se mostra muito interessada no assunto.

Tem algum tempo que não assisto ao programa, então não saberia dizer como esta agora, mas pelo tempo que acompanhei seguramente não deve ter mudado muito.

Quando eu assistia, normalmente eram convidados cinco (eu acho) pessoas de áreas diferentes (seja política, saúde, música, cultura, esporte etc) e a medida que ela fazia a entrevista os outros participantes eram convidados a expressar sua opinião sobre o assunto, o que é bastante interessante, pois poderíamos ver qual a visão de uma pessoa que tem nada a ver (diretamente) com o assunto. Esse dinamismo me chamou muito atenção pois nos canais 'normais', normalmente cada entrevistado fala a respeito da sua área e não opinava em outra área, não existe interação entre eles. Na verdade os convidados sem dividiam o mesmo espaço.

Outra coisa que deixa o programa bem atrativo é o fato dos entrevistados terem liberdade de fazer perguntas a outros convidados.

Vale destacar, positivamente, a falta de futilidade do programa, todos os convidados realmente têm alguma opinião a mostrar, mesmo que eu discordasse ou não gostasse do convidado, o que da muita credibilidade ao programa uma vez que não há a preocupação de se agradar a algum anunciante. Não existe nada mais chato do que ver o apresentador ter que se esforçar para conversar com um convidado que não tem nada a acrescentar, mas só está no programa porque a emissora ou o apresentador é obrigado a convidá-lo.

Marcadores:

Antigo postem no outro mais acima :P



3 Comments:

Blogger Robson Calefi said...

Sim .. mudou bastante. A Leda Nagle nao apresenta a tempos! heheh Porem o dinamismo se manteve. Agora tem ate interatividade com twitter, ao vivo.

Agora, corajoso voce dizer em publico que conheceu o programa por uma entrevista do Humberto Gessinger! Te admiro! HAUHauhuAHA

3:14 PM  
Blogger BonaTTo said...

Uai, Robson!

O que eu posso fazer? Eu gostava muito de Engenheiros na época. Hoje quase não ouço, mas faz parte da minha 'formação musical'

:P

3:38 PM  
Anonymous Marina Thebaldi said...

Gosto bastante, por isso escolhi esse programa para fazer aquele trabalho da pós graduação.

Sempre aprendo algo quando assisto.

Gosto da Leda também, ela me parece uma pessoa autêntica.

;)

5:04 PM  

Postar um comentário

<< Home